11 Janeiro 2018

Os cristãos de Gaza, minoria que constrói

Sofrem desemprego, pobreza, falta de infraestruturas e escassez de eletricidade. Todavia, os cristãos de Gaza são uma riqueza social para a população da Faixa inteira.

Os cristãos na Terra Santa

Loading the player...
Embed Code  

Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Copy the code below and paste it into your blog or website.
<iframe width="640" height="360" src="https://www.cmc-terrasanta.org/embed/os-cristaos-de-gaza-minoria-que-constroi-14193"></iframe>
Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Por favor, envie um email para :
info@cmc-terrasanta.org

Assunto: Pedido de Vídeo de Alta Qualidade

Mensagem:
Arquivo Pessoal / promoção CMC / TV Broadcasting

http://www.cmc-terrasanta.com/pt/video/os-cristaos-na-terra-santa-2/os-cristaos-de-gaza-minoria-que-constroi-14193.html

Nenhuma parte deste vídeo podem ser editadas ou disseminada sem um acordo com antecedência com o Christian Media Center acordarem os termos e condições de publicação e distribuição.
BASHAR HELAL
Cristão de Gaza
“Moramos em uma pequena prisão, não temos autorização para sair. Eu não vejo alguns dos meus irmãos e irmãs há 15 ou 20 anos!”

Pe. MARIO DA SILVA
Pároco latino Sagrada Família Gaza City
“Nossos cristãos estão indo embora, deixam Gaza. Não existe emprego, não existe dinheiro, nem mesmo uma vida digna e, assim que eles têm a oportunidade de sair de Gaza, saem e não voltam mais”.

Desemprego, pobreza, falta de infraestruturas e escassez de eletricidade. Os habitantes da Faixa de Gaza precisam lidar com grandes dificuldades e contradições diárias. Os cristãos que ficaram representam hoje 0,005% da população, um milhar de 2 milhões de habitantes.

Ir. BRIDGET TIGHE
Diretora Executiva Caritas Jerusalém - Gaza
“A comunidade cristã é muito pequena e vulnerável. Na superfície as coisas não estão correndo mal, mas embaixo esconde-se a falta de esperança e o medo para com o que acontecer no futuro”

Todavia, prossegue Ir. Bridget, as pessoas aqui têm extrema resiliência, demonstrada pela variedade e quantidade de diferentes projetos levados avante a serviço da comunidade. Um exemplo é a própria Caritas, sede local da sede de Jerusalém, presente em Gaza desde o ano de 2000.

Ir. BRIDGET TIGHE
Diretora Executiva Caritas Jerusalém - Gaza
“A Caritas em Gaza tem principalmente projetos em âmbito médico. Temos muitas equipes móveis que trabalham na Faixa inteira, cuidando de crianças doentes, mulheres grávidas ou idosos, em muitos projetos. Também oferecemos ajuda psicossocial e atividades para crianças traumatizadas pela guerra. Inclusive temos programas dirigidos às mulheres para ensiná-las a se relacionarem com as crianças traumatizadas e na família”

Também atua em âmbito social a paróquia da Sagrada Família, onde trabalha como administradora do projeto Haya, jovem formada em engenharia civil.

HAYA TARAZI
Administradora do Projeto Sagrada Família Gaza City
“Realizamos projetos para as pessoas pobres de Gaza, como painéis solares para as casas, para nos sentirmos normais!

HAYA TARAZI
Administradora do Projeto Sagrada Família Gaza City
“Em outro projeto distribuímos tíquetes-refeição e bolsas de estudo para os estudantes…e vamos organizar muitos outros!”

Ou ainda, a escola administrada pelas Irmãs do Rosário, ordem fundada precisamente por uma palestina, Marie Alphonsine. Seu instituto é um dos 5 institutos cristãos da cidade, um dos mais frequentados, graças ao bom nível, à variedade de matérias escolares ensinadas e ao clima de diálogo que se respira.

Ir. NABILA SALEH
Diretora Rosary Sister School - Gaza
“Em Gaza temos uma grande escola, do jardim de infância até a nona série, com 988 crianças, na maioria muçulmanas, os cristãos são apenas 72. O relacionamento entre os alunos cristãos e aqueles muçulmanos é bom. Somos uma pequena comunidade, mas somos o sal da terra!”

A comunidade cristã è como uma grande família: a visita às casas durante o período natalino, a oração nos campos para refugiados, as narrações das lembranças da infância através de algumas velhas fotografias… Em um dia a dia que não se rende à injustiça a ao mal presentes, mas continua a ter esperança.

ATTALLAH TARAZI
Cristão de Gaza
“Sempre digo que a arma mais potente é o amor. E o amor de Jesus, a ser difundido aqui”

BASHAR HELAL
Cristão de Gaza
“Espero que no ano que vem possamos ter uma vida melhor e todo mundo tenha uma vida mais fácil”.