22 Julho 2015

Um coração para a paz no hospital Hadassah

Desde 2005, a associação francesa “Um coração para a paz” ajuda crianças palestinas com cardiopatias congênitas, para que sejam operadas no Hospital Hadassah, em Jerusalém. Uma aposta sobre a vida. Um pequeno passo em direção da paz.

Loading the player...
Embed Code  
Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Copy the code below and paste it into your blog or website.
<iframe width="640" height="360" src="https://www.cmc-terrasanta.com/embed/um-coracao-para-a-paz-no-hospital-hadassah-9051"></iframe>
Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Por favor, envie um email para :
info@cmc-terrasanta.com

Assunto: Pedido de Vídeo de Alta Qualidade

Mensagem:
Arquivo Pessoal / promoção CMC / TV Broadcasting

http://www.cmc-terrasanta.com/pt/video/atualidade-e-eventos-1/um-coracao-para-a-paz-no-hospital-hadassah-9051.html

Nenhuma parte deste vídeo podem ser editadas ou disseminada sem um acordo com antecedência com o Christian Media Center acordarem os termos e condições de publicação e distribuição.
Hayat tem 5 meses. Foi operada na semana passada. Seus pais encontraram vários médicos antes de consultar o Dr. Ibrahim Abu Zahir, em Hebron. O diagnóstico é claro: Hayat sofre de um defeito cardíaco. A criança então foi transferida e operada no Hospital Hadassah, em Jerusalém pelo cirurgião israelense Eldad Erez.

Na sua chegada, Hayat pesava apenas 2,3 kg: 9 dias após a operação, ganhou 600 gramas e recuperou sua força, motivo de alegria para seus pais e para profissionais de saúde.

WAFA
Mãe de Hayat
O primeiro dia foi difícil. Foi difícil para mim ver minha filha nestas condições. Graças a Deus, agora sabemos que ela está bem. Estamos muito felizes, graças a Deus.

Hayat foi curada através da missão “Um coração para a paz”. Desde 2005, a associação francesa ajuda crianças palestinas com problemas cardíacos congênitos, para que sejam curadas de forma gratuita no hospital Hadassah. Metade das despesas médicas é paga pela associação, enquanto a outra metade pelo hospital.

DR. MURIEL HAÏM
Presidente da associação Um coração para a paz

Eu estava com os médicos franceses, tinham vindo para ver o que estava acontecendo em Israel no que diz respeito ao sistema de saúde, e conhecemos o Doutor Rein, que nos explicou que, nem na Cisjordânia, nem em Gaza, havia um departamento de cirurgia cardíaca para crianças; e que ele operava um certo número de crianças palestinas. Perguntei-lhe como pode-ríamos ajudar. E foi assim que tudo começou. Ele disse: "Eu preciso operar uma criança a mais por semana". Nós voltamos para a França, e criamos uma associação. Então, em setembro, operamos a primeira criança. Desde então, operamos mais de uma criança por semana, e no total já realizamos mais de 600 operações em crianças com problemas cardíacos.

As crianças são acompanhadas por seus pais. Uma vez que o diagnóstico é feito nos centros de Hebron ou Ramallah, os médicos palestinos e israelenses decidem juntos se devem transferir a criança para o hospital de Hadassah para que seja operada. Para essas famílias, poderem chegar a um hospital em Israel era um verdadeiro desafio.

DR. MURIEL HAÏM
Presidente da associação Um coração para a paz

Tudo mudou muito. Dez anos atrás, havia mães que vinham a Israel pela primeira vez. Eles tinham ouvido coisas terríveis sobre Israel. Uma criança doente já é uma preocupação muito grande. O coração de uma criança doente é ainda mais perturbador e curá-la em um hospital, do chamado inimigo, é muito preocupante. Mas depois de sua viagem a Israel, vendo final-mente a cura de seus filhos e que eles são cuidados como qual-quer outra criança, sem distinção, segundo a promessa dos médicos, essas mães se sentem realmente tranquilas.

DR. IBRAHIM A. ABU ZAHIRA
Pediatra e cardiologista

Até agora, em geral, eu tive apenas reações positivas das famílias, porque me conhecem muito bem e têm confiança em mim. Além disso, em nível médico, há muito boas relações entre os médicos palestinos e israelenses.

Desde a sua fundação em 1912, o Centro Médico Hadassah tem a finalidade de curar todas as pessoas, independentemente da sua religião ou nacionalidade. Nesse sentido, Um Coração para a Paz tem como objetivo desenvolver a cooperação entre a população israelense e palestina.

DR. AZARIA JEAN-JACQUES THÉODORE REIN
Diretor do departamento de cardiologia pediátrica do Hospital Hadassah (Jerusalém)

Vivemos juntos. Nós vivemos com os palestinos desde sempre e sempre vamos viver com os palestinos. Os problemas políticos e militares, na verdade, não nos interessa e estão além de nossas vidas. Na realidade, temos um inimigo comum: a doença.

O segundo componente de Um coração para a paz é a educação. Desde 2005, 197 médicos palestinos de medicina geral foram formados e especializados nas doenças do coração. Foram também abertos dois centros de consulta em Ramallah e Hebron. Finalmente, as crianças serão bem cuidadas dentro de casa, na Cisjordânia.

Hayat e seus pais deixarão o hospital dentro de alguns dias, após sua condição se estabilizar. É a criança número 609 que foi operada graças a Um coração para a paz. A propósito Hayat em árabe significa “vida”.

DR. IBRAHIM A. ABU ZAHIRA
Pediatra e cardiologista

Muitas histórias bonitas. Muita felicidade para essas famílias e é isso que faz você feliz.

DR. MURIEL HAÏM
Presidente da associação Um coração para a paz

Vimos o sorriso desse pai, o sorriso desta mãe; estão felizes. Retornam com uma criança saudável. Sabem que a saúde do seu filho vai ser seguida e que ele será submetido a outros controles médicos. Eles sabem que está fora de perigo: é assim que se constrói a confiança. A confiança é o que realmente precisamos neste canto de mundo.